DIABETES TIPO 1

O diabetes tipo 1 se caracteriza por pouco ou nenhuma insulina liberada para o corpo, resultando na permanência da glicose no sangue em vez de ser usada como energia. Desta forma o sistema imunológico ataca equivocadamente as células beta.

O diabetes tipo 1 normalmente se manifesta na infância, porém pode ser diagnosticada também em adultos. Seu tratamento é realizado com insulina, medicamentos, planejamento alimentar e atividades físicas, auxiliando o controle do nível de glicose no sangue. De 5% a 10% das pessoas com a doença possuem o tipo 1.

DIABETES TIPO 2

O diabetes tipo 2 se caracteriza quando o organismo não consegue usar a insulina produzida de maneira adequada ou não a produz na quantidade suficiente para controlar a taxa de glicemia.

O diabetes tipo 2 normalmente se manifesta em adultos, porém pode ser diagnosticada também em crianças. Pode ser controlado por meio de atividades físicas e planejamento alimentar, dependendo da gravidade, mas em alguns casos, necessita-se de utilização de insulina e medicamentos para controle da taxa de glicose. 90% das pessoas com a doença possuem o tipo 2.

DIABETES GESTACIONAL

É caracterizado pelo aumento da glicose no sangue, no período da gravidez, onde a gestante passa por transformações em seu equilíbrio hormonal para permitir o desenvolvimento do bebê.

A partir da 24ª semana de gestação, recomenda-se que todas as gestantes acompanhem a glicose em jejum, e principalmente, a glicemia após a ingestão de glicose, o conhecido teste oral de tolerância a glicose. Isso porque nem sempre os sintomas são identificáveis.

Os fatores de risco do diabetes gestacional são:

• Idade materna mais avançada;
• Ganho de peso excessivo durante a gestação;
• Sobrepeso ou obesidade;
• Síndrome dos ovários policísticos;
• História prévia de bebês grandes (mais de 4 kg) ou de diabetes gestacional;
• História familiar de diabetes em parentes de 1º grau (pais e irmãos);
• História de diabetes gestacional na mãe da gestante;
• Hipertensão arterial na gestação;
• Gestação múltipla (gravidez de gêmeos).

PRÉ-DIABETES

Pré-diabetes é o termo usado quando os níveis de glicose no sangue estão acima do normal, contudo, não suficiente para o diagnóstico do diabetes tipo 2. Pessoas obesas, hipertensos e com alterações nos lipídios estão no grupo de risco. Metade das pessoas com pré-diabetes desenvolvem a doença e precisam mudar seus hábitos alimentares e praticarem exercícios físicos para evitarem o desenvolvimento da doença.

Leio nosso artigo O que é diabetes

A Clínica Delaborba, na especialidade Nutricionista atende gestantes diabéticas e pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2. Além da orientação alimentar e nutricional é ensinada a técnica de contagem de carboidratos, utilizada por indivíduos que fazem o tratamento com múltiplas doses de insulina ou em uso de Sistema de Infusão Contínua de Insulina.

Contate a Clínica Delaborba Neurocirurgia e Endocrinologia em Brasília DF para mais informações e marque uma consulta.